Arquivo da tag: garotas suecas

Raio-X: Hey Hey Hey São os Garotas Suecas

[Natasha Ramos] Os paulistanos da Garotas Suecas tocam um “rock’n’roll barato total”, com forte influência musical do que fazia a turma da Jovem Guarda, na década de 60. Em 2008, eles ganharam o prêmio Aposta MTV do VMB. Foram mencionados em publicações como o New York Times, Time Out e na revista SPIN. A banda já fez quatro turnês pelos Estados Unidos e uma apresentação na Austrália. E agora, foram convidados mais uma vez para tocar no festival SXSW, no Texas. Já ouviu falar deles? Então, confira o Raio-X com a banda.

Início em duas versões

Tive a oportunidade de entrevistar o baterista Antônio “Nico” Paoliello duas vezes. Uma, quando ainda trabalhava no Virgula, em meados de 2008, e outra há algumas semanas. Ironicamente, ele me deu duas versões para como os integrantes se conheceram e resolveram montar a banda. O que coincide, no entanto, é o ano de formação do GS: 2005.

“Perdido [Fernando Machado, baixo/voz] conhecia Sal [Guilherme Saldanha, voz], que conhecia Tommy [Tomaz Paoliello, guitarra e voz], que é irmão de Nico e conhecia Sesa [Sérgio Sayeg, guitarra/voz], que saiu da banda para seguir carreira militar. A Irina [Chermont, piano/teclado] ninguém conhecia, pusemos um anúncio no jornal procurando uma garota loura, sueca e que tocasse teclado. Eis que apareceu uma”, contou há cerca de dois anos.

Já, desta vez, quando voltei a fazer a pergunta, ele respondeu: “O Perdido acabou me conhecendo numa sala de bate-papo e, por coincidência, nós dois tínhamos acabado de sair de nossas respectivas bandas. Depois de algumas semanas fazendo ensaios de “cozinha”, o perdido me apresentou o Saldanha, que veio tocar gaita em nosso projeto e, mais tarde, tornou-se o vocalista. Foi ele mesmo que nos apresentou a Irina. Quando já estávamos tocando, vimos que precisávamos de guitarras. O Sesa conhecia o Tomaz e já tinham tocado juntos. O primeiro dia em que nos encontramos foi em uma festa funk (norte americano) e lá marcamos nosso primeiro ensaio”, explicou em sua mais recente versão.

Qual das duas versões é a correta? Não importa. O que importa são as músicas. O “rock’n’roll barato total”, como eles mesmos definem o som da banda, tem influências, entre outros, de Sly & The Family Stone, Rolling Stones, Mutantes, Gal & Os Brazões, The Meters, Curtis Mayfiled e, claro, Roberto Carlos, em sua fase dourada.

Músicas

A banda leva três Eps na bagagem: Hey Hey Hey são os Garotas Suecas (2006), Difícil de Domar (2007) e Dinossauros (2008). “Estamos gravando nosso primeiro disco (Long Play) para assim o ouvinte pirar no som dos Garotas Suecas por mais de cinco canções”, comenta Nico.

[Curiosidade: A faixa ‘Não Espere Por Mim’, presente no Difícil de Domar, foi gravada nos estúdios da Trama, dentro do programa Radiola, no bloco ‘Doze horas no estúdio’.]

Segundo Nico, as músicas mais pedidas durante os shows são “Codinome Dinamite”, “Acho que Estou me Tornando um Zumbi”, “Banho de Bucha” e “Olhos da Cara” —as duas últimas serão lançadas no disco.

Shows

Eles costumam tocar em casas de shows alternativas e em festivais de bandas independentes. Recentemente, o Garotas fez uma apresentação no SESC Vila Mariana, para um público mais familiar, que os ouvia sentados em suas poltronas.

“É engraçado, mas para esses shows, nós temos espaço para fazer uma abordagem um pouco diferente da de shows em inferninhos e clubes (antes) enfumaçados. Podemos nos concentrar mais em timbres e dinâmicas diferentes, assim como set lists”, comenta o baterista.

No mês de março, a banda rumou para o festival texano South by Southwest (SXSW) e se apresentou em outras cidades dos EUA. “O festival é gigante e pessoas do mundo todo vão para Austin para ouvir coisas novas, fazer contatos, etc. O público da ‘gringa’ reage de um jeito diferente, talvez por não entender a letra ou pela ginga brasileira que querendo ou não nós temos. Por isso é sempre legar ver a gringolândia balançar o esqueleto de forma nada engonçada”, conta.

A agenda da banda e as músicas podem ser conferidas no MySpace da Garotas Suecas (www.myspace.com/garotassuecas)

Os planos para esse ano se resumem basicamente a lançar o disco completo e sair tocando onde der. “Queremos continuar dando shows pelo Brasil e EUA e outro continente à sua escolha”.